MEU PAI CELESTIAL

Johnny Cheng, Toronto, Ontario, Canadá

Aleluia, em nome do Senhor Jesus Cristo, dou testemunho sobre uma experiência que tive durante uma oração em 26 de dezembro de 1999, na igreja de Toronto, Canadá. Durante essa oração estava pensando sobre meu pai, que estava em Taiwan trabalhando muito para ajudar minha família aqui no Canadá. Faz mais de um ano desde a última vez que o vi, e eu tenho muitas saudades. Mesmo que meu pai seja muito rígido, queria que ele me abraçasse, e queria muito lhe dizer o quanto o amo. Pensar em como ele está longe me faz querer chorar.

Alguns minutos depois da oração começar, uma luz muito brilhante iluminou meus olhos e começou a me envolver até que me rodeou completamente. Vi uma pessoa vestida de branco, vindo em minha direção. Cinco ou seis pessoas a seguiam, todas também vestidas de branco. Percebi então que a primeira pessoa era Jesus e que os que o seguiam eram anjos!

Jesus andou até mim e me envolveu em seus braços cheios de amor. Naquele momento, senti uma alegria, paz e conforto incríveis. Senti-me completamente salvo e protegido. Jesus me abraçou por um longo tempo. Então Ele me disse: “Eu sou seu Pai, Eu sou seu Deus”. Jesus estava dizendo para não me preocupar. Meu pai em Taiwan ficaria bem, e Jesus cuidaria dele e de mim.
Por curiosidade, olhei para cima porque queria ver como Jesus era. Mas, não consegui ver Seu rosto, pois era muito iluminado, mais claro que o Sol. Os rostos dos anjos também estavam brilhando como o de Jesus. Os anjos deram as mãos e formaram um círculo em volta de Jesus e eu. Eles cantaram hinos em línguas espirituais, louvando ao Senhor. Mesmo que eu não entendesse o que diziam, soava celestial, harmonioso e melódico. Nunca havia ouvido uma canção tão bonita em toda a minha vida!

Então, olhei para baixo, onde estava ajoelhado. O chão estava ficando branco, o branco começou a se espalhar gradualmente desde o lugar onde Jesus e eu estávamos, para todas as direções, até cobrir todo o chão. Parecia que a igreja havia desaparecido, e senti como se não estivesse mais no mundo, percebi que estava no paraíso! Essa foi a primeira vez que vislumbrei o paraíso com meus próprios olhos.

Então, ouvi o sino da oração tocar. Jesus se levantou e foi embora com os anjos o seguindo. Todos eles desapareceram em uma luz branca ao longe.
Quando a visão acabou, comecei a sentir a presença de outros irmãos e irmãs que estavam orando ao meu lado. Abri meus olhos e percebi que eu estava na igreja. Senti uma alegria enorme por ter sido abraçado por meu Pai do céu, e por tê-lo visto com meus próprios olhos!

Essa foi uma experiência maravilhosa que jamais esquecerei. Agora sei que o Senhor meu Deus é também meu querido, mais precioso e amado Pai do céu. Ele cuidará de mim, me amará, e sempre estará ao meu lado. Sinto-me muito abençoado por ser Seu filho. Que toda a glória e louvor sejam dados ao nosso Senhor Jesus para sempre. Aleluia! Amém.

“Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos”. (1 João 3:1 e 2)

Ler mais artigos sobre Revelação